quarta-feira, 5 de julho de 2017

Janela larga




Janela larga


Ter uma janela larga,
bem rasgada,
o ar a poder circular...

Uma janela larga toda aberta,
largos os campos visuais, sem pontos negros, integrais,
luz do nascer ao pôr-do-sol...

Como as do Poeta,
umas nuvens que do sonho se vão movendo,
pedras no caminho...

Pedra após pedra,
subindo, a coisa lá em cima,
a crescer a escada...


José Rodrigues Dias, 2017-07-05

Sem comentários:

Enviar um comentário